Notícias

27/07/2016

UFPR é a grande campeã do basquete nos JUPs

Solzinho iluminando o Borell, um dia não tão frio quanto os outros dias de competição e nervos à flor da pele marcaram o dia de final do basquete dos JUPs.

O primeiro jogo foi o das meninas da UEPG, de Ponta Grossa, contra a UniCesumar, de Maringá. Quem levou essa foi a equipe maringaense, num placar de 46 a 30.

O segundo jogo da manhã foi uma decisão para o 3º e 4º lugares. Os meninos da Unicuritiba, de Curitiba, enfrentaram a UEPG, de Ponta Grossa, e conseguiram o 3º lugar, com um placar final de 69 a 59.

O último jogo das meninas decidiu quem venceria segundo a pontuação conseguida na competição. As meninas da UFPR jogaram contra a UEM e venceram de 54 a 41. Esta vitória as fez ganhar o primeiro lugar da categoria feminina.

.

A atleta Giana Kirchoff é uma das mais experientes da equipe curitibana. Giana tem 28 anos, é gaúcha de São Gabriel, e está no 1º período de Farmácia na UFPR. A atleta joga basquete há mais de 10 anos. “Eu comecei a jogar basquete no Ensino Médio e não parei mais. Eu joguei basquete de areia e fui campeã pelo SESC/SENAC em 2007. Quando morei em Pernambuco, participei do campeonato pernambucano também”, explica. Giana também falou sobre a sensação de ganhar os JUPs. “A nossa equipe esteve desacreditada por muito tempo, após várias derrotas, mas começamos a acreditar em nós mesmas e vencemos. É uma alegria muito grande”, conta a campeã.

A equipe da UFPR ficou em primeiro lugar, a UniCesumar em segundo, seguida da UEM, da UEPG e da PUC-PR.

O último jogo foi a grande final de basquete dos JUPs. De um lado, a equipe maringaense da UniCesumar. De outro, os meninos da UFPR. A equipe da UniCesumar disparou na frente, chegando a deixar os curitibanos vários pontos para trás, mas não foi a vez deles. Os curitibanos se uniram e o trabalho de equipe os fez vencer. O placar final foi de 66 a 48 para a UFPR.

Dois dos destaques da equipe masculina da UFPR conversaram com a gente. Lucas dos Santos Sawaf é, além de atleta da UFPR, jogador de basquete dos Tittãs, de Curitiba. O atleta, que cursa Educação Física na Federal, tem 22 anos e joga basquete desde os 10 anos. “Meu tio tinha me colocado numa escolinha em que ele é técnico, aí fui jogando meio na marra e acabei gostando e continuando a jogar”, conta. Lucas já jogou, inclusive, na Liga de Desenvolvimento de Basquete.

Já o atleta Yuri Nogoceke, também de Educação Física da Federal, começou a jogar basquete por amor, ao contrário de Lucas. “A beleza do basquete me fez começar a jogar. É um esporte belíssimo e nobre, meu pai também jogava”, explica o atleta de 25 anos, que joga desde os 9 anos. Yuri já teve outras experiências no basquete além dos JUPs. “A minha experiencia fora do JUPs é praticamente toda em Curitiba, joguei todas as categorias e atualmente jogo o metropolitano adulto, joguei alguns torneios em São Paulo e Santa Catarina algumas poucas vezes”, conta.

A equipe da UFPR agora espera ir para os Jogos Universitários Brasileiros com o time firme e forte. Para Yuri, ganhar os JUPs já foi um sonho se tornando realidade. “Ganhar os JUPs era um sonho pra mim e para minha equipe. Se hoje estamos fortes, com certeza é nossa união que nos fez assim. Juntamente com a equipe feminina, a nossa expectativa é ir para o brasileiro e fazer o melhor que conseguirmos numa competição de nível nacional”, explica. “Vamos ver qual é o nível de lá, temos a expectativa de sermos campeões, mas sabemos que o nível é bem mais alto”, acrescenta Sawaf.

A UFPR ficou em 1º na categoria masculina, seguida da equipe da UniCesumar, da Unicuritiba e da UEPG.

Os Jogos Universitários do Paraná são organizados pela Secretaria do Esporte e do Turismo do Paraná em conjunto com a Federação Paranaense de Desportos Universitários (FPDU) e apoio da UEPG. Os JUPs acontecem do dia 22 ao dia 28 de julho.

COM/SEET
Gabriela Clair
E-mail: gabrielaclaire@yahoo.com
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.